Após fim da onda de calor, chuvas retornam à parte central do País

Foto: Arquivo/Inmet

Após fim da onda de calor, chuvas retornam à parte central do País

Segundo a meteorologista do Inmet, Andrea Ramos, as chuvas serão em forma de tempestade com pancadas de chuva, trovoadas isoladas, rajadas de vento e possibilidade de queda de granizo.

Com o término da onda de calor, as chuvas retornam à parte central do País até quarta-feira (22). Segundo Andrea Ramos, meteorologista do Inmet, as chuvas serão em forma de tempestade com pancadas de chuva, trovoadas isoladas, rajadas de vento e possibilidade de queda de granizo.

Foto: Arquivo/Inmet

“Passamos desde o dia 8 com uma onda de calor e isso proporcionou aquecimento na atmosfera e qualquer contato que haja do calor com o frio pode proporcionar essa condição de granizo”, explica.

Segundo a meteorologista, as temperaturas ficam mais amenas, mas, mesmo com o fim da onda de calor, as temperaturas continuam elevadas, principalmente do Centro ao Norte do país.

No início da semana, a chegada de um sistema de alta pressão atmosférica, traz tempo bom e contribui para o aumento das temperaturas.

“No oeste, que envolve o Paraná, Santa Catarina e o oeste do Rio Grande do Sul, tem umas temperaturas variando em torno de 32°C, justamente pela circulação dessa alta que é ela que proporciona essa tendência a um tempo que inibe formação de nuvens de chuvas, mantém o calor e uma umidade relativamente baixa”, expõe Andrea.

Na região Sul do Brasil, um sistema frontal traz chuvas isoladas para o Paraná durante a manhã, enquanto o Rio Grande do Sul e Santa Catarina experimentam tempo bom e temperaturas mais altas devido à circulação de uma alta pressão.

No leste da região Nordeste, abrangendo áreas do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, um anticiclone, o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (Vcan), favorece o tempo aberto com poucas chances de chuva. Particularmente no oeste do Rio Grande do Norte e oeste de Pernambuco, as temperaturas se aproximam dos 40°C, com umidade abaixo de 20%, criando condições críticas.

Ao longo dos próximos dias, no Sudeste, uma frente fria próxima ao Espírito Santo promove chuvas na região. “Já na Região Nordeste é aquele Vcan, mantendo o tempo bem aberto, principalmente nessa faixa leste da região Nordeste”, diz a especialista.

A meteorologista destaca, ainda, que, na quinta-feira (23), ocorrerá a formação de uma frente fria, trazendo chuvas com volumes significativos ao longo do dia. Essas chuvas podem acumular mais de 80 mm, principalmente no nordeste de Santa Catarina, norte do Paraná, e nas regiões sul e central de Mato Grosso do Sul. A frente fria também deve levar chuvas até São Paulo. Na sexta-feira (24), as chuvas também se concentram no oeste de Mato Grosso, noroeste de Mato Grosso do Sul com volumes significativos e na Região Norte.

Veja também

MG reforça importância do cadastro para alertas da Defesa Civil no celular