Chuvas e calor intenso devem marcar a semana, segundo o Inmet

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Chuvas e calor intenso devem marcar a semana, segundo o Inmet

Máxima pode chegar a 40º no Nordeste. Nas regiões Norte e Centro-Oeste pode haver chuvas com rajadas de vento. Maior volume deve se concentrar no Sul e Sudeste.

Chuvas intensas e altas temperaturas são esperadas para esta semana na maior parte do país, em especial nas regiões Sul e Sudeste, segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O meteorologista do Inmet Heráclio Alves explica que isso deve ocorrer, principalmente, devido às instabilidades que avançam para as regiões.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Com isso, ajuda a intensificar também algumas frentes frias que se formam na faixa leste da região, intensifica a nebulosidade e as chuvas, deixando uma semana mais chuvosa, principalmente entre o Mato Grosso do Sul e áreas de São Paulo, Minas Gerais e também do Rio de Janeiro”, destaca.

No Nordeste, as chuvas devem se concentrar no sul e oeste da Bahia e em áreas do Maranhão e do Piauí. Há também a possibilidade de chuvas isoladas na faixa litorânea da região. Já no interior, é esperada uma massa de ar mais quente e seca, com poucas chances de chuva. O calor vai predominar também nas regiões Centro-Oeste e Norte e, mas com possibilidade de chuva intensa a qualquer hora do dia, segundo Heráclio Alves.

“No decorrer do período, com o aquecimento diurno, a nebulosidade, a instabilidade tende a ganhar força e, com isso, aumentam as chances das chuvas virem mais intensas, em forma de pancadas, trovoadas, rajadas de vento em grande parte da região Norte e também na região Centro-Oeste”, afirma.

Calor

De acordo com o Inmet, o Nordeste deve registrar a temperatura mais elevada do país: 40ºC. A máxima nas regiões Norte e Centro-Oeste pode chegar a 39ºC, e no Sudeste a 38ºC. No Sul, os termômetros podem marcar 35ºC, principalmente no Paraná. No entanto, a partir de quarta-feira (6), as temperaturas devem ficar mais amenas, chegando à casa dos 12ºC em áreas da região, em especial no Rio Grande do Sul.