Golpistas miram cartão de crédito e débito no Carnaval

Foto: Sarah Torres/ALMG

Golpistas miram cartão de crédito e débito no Carnaval

Procon Assembleia mostra cuidados que os foliões devem ter para evitar fraudes

Curtir o Carnaval na rua não é só relaxar e seguir os bloquinhos. Há muitos cuidados com a segurança que precisam ser tomados pelos foliões. Os golpistas certamente estarão entre a multidão prontos para causar danos aos mais desavisados. Entre as principais ocorrências registradas todos os anos estão o furto de celulares e fraudes com cartões de crédito e débito.

Em seu perfil no Instagram, o Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (@proconassembleiamg) ensina os foliões a se precaverem contra o golpe do cartão trocado, que acontece durante o pagamento a vendedores ambulantes com o uso da maquininha. Essas dicas valem, obviamente, para todas as situações envolvendo esse tipo de transação, mas o ambiente do Carnaval de rua é propício para a atuação dos golpistas, que se aproveitam da falta de atenção dos foliões.

Foto: Sarah Torres/ALMG

A fraude acontece da seguinte maneira: o ambulante desonesto observa o consumidor digitando a senha na maquininha e, habilmente, troca seu cartão pelo de outra pessoa. De posse do cartão e da senha, o criminoso e seus comparsas realizam várias compras antes que o consumidor perceba que teve seu cartão trocado.

Para evitar esse problema, tome as seguintes precauções:

* Antes de sair de casa, desative o cartão para compras on-line. Se seu cartão sumir por algum motivo, ele não poderá ser usado para transações pela internet.

* Desative também o pagamento por aproximação do seu cartão, se ele tiver essa funcionalidade. Assim, no meio da folia, nenhum golpista vai conseguir debitar no seu cartão passando com a maquininha perto do seu bolso.

* Não entregue o seu cartão para o vendedor. Você mesmo deve inseri-lo na maquininha para evitar que ele possa ser trocado por outro.

* Cubra o teclado para que ninguém possa te observar digitando a senha.

* Se for preciso entregar o cartão ao vendedor, não o perca de vista. Acompanhe toda a operação atentamente e confira se o cartão que você receber de volta é o seu mesmo.

* Antes de digitar sua senha, verifique no visor da maquininha se o preço cobrado está correto.

* Se o visor da maquininha estiver embaçado, quebrado ou se o valor não aparecer, não digite a sua senha.

* Ambulante trocando a maquininha durante a transação também é um sinal de alerta. Melhor desistir da compra e procurar outro vendedor.