Alexandre de Moraes concede liberdade provisória a Valdemar Costa Neto

Neste sábado (10/02), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liberdade provisória ao presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, preso na quinta-feira (08/02).

O ex-deputado foi preso ao ser flagrado com uma arma de fogo com registro irregular. A arma foi encontrada quando os agentes da Polícia Federal cumpriam um mandato de busca e apreensão da Operação Tempus Veritatis.

A PF diz que Valdemar foi o “principal fiador” de questionamentos da legenda contra a lisura do processo eleitoral de 2022, no qual Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi eleito presidente, em detrimento da reeleição de Jair Bolsonaro (PL).

Moraes atendeu ao parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) que apontou para a idade do político, 74 anos, e para o fato do crime não ter sido cometido com violência ou grave ameaça. Valdemar estará em liberdade, mas cumprindo algumas exigências.