UNA retorna os atendimentos da Clínica Escola de Fisioterapia em Itabira

Clínica Escola de Fisioterapia da Una Itabira retorna com atendimento à comunidade

São oferecidos tratamentos gratuitos para crianças, adultos e idosos

A Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade Una Itabira está de volta com os seus serviços à população. Eles são 100% gratuitos, porém, é necessário que o paciente traga encaminhamento médico e assine termo de consentimento para receber o tratamento.

Os atendimentos envolvem reabilitação motora e cognitiva, nas áreas de fisioterapia musculoesqueléticas (ortopedia e esportiva), neurológica (infanto-juvenil, adultos e idosos) e cardiorrespiratória. O local também recebe as atividades do Grupo de Apoio às Pessoas com Diabetes e Hipertensão, o “Amigos da Vida”.

Não há necessidade de comprovação de renda dos pacientes. O acesso aos tratamentos é aberto a toda comunidade itabirana e de cidades vizinhas. Poderão ser atendidas diversas faixas etárias, a partir de seis meses de idade.

Os agendamentos podem ser feitos presencialmente, na própria Clínica, que fica na rua São José, 27, Centro, de segunda à sexta-feira, das 12h às 18h; ou pelo WhatsApp: (31) 9 9192-4104. Os pacientes agendados serão atendidos por ordem de acordo com lista de espera.

A Clínica funciona de segunda a sexta-feira, das 14h às 22h (horários de acordo com a disponibilidade do aluno em estágio no momento).

Milhares de atendimentos gratuitos

A Clínica Escola de Fisioterapia foi criada em agosto de 2021 com o objetivo de atender às demandas de estagiários da graduação em Fisioterapia da Una Itabira, que integra o Ecossistema Ânima. Desde a fundação, cerca de 3.500 atendimentos já foram realizados.

A preceptora da Clínica e docente desta graduação, Cléucia Procópio, explica que as atividades de saúde no espaço são amplas. “Temos tratamentos em fisioterapia ortopédica, neurofuncional, cardiorrespiratória, mas também, o ‘Amigos da Vida’”, lembra.

A Clínica, acrescenta a professora, é importante para a futura formação dos alunos, mas também, contribui para uma maior e melhor qualidade de vida dos pacientes, especialmente por ser gratuita, o que amplia bastante o acesso para diversos públicos.