Covid19: Prefeitura viabiliza 64 novos leitos em Itabira

Anúncios

Na manhã desta quarta-feira (24), o Prefeito Marco Antônio Lage visitou os hospitais de Itabira para ver de perto a realidade que a cidade está enfrentando com o aumento do número de casos de Covid-19 no município, provocando um verdadeiro colapso na área da saúde. A visita visa tomar ações importantes para combater a pandemia, que atinge todo o país e não é diferente em Itabira.

A Prefeitura conta com parcerias para aumentar 28 leitos de enfermaria no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) e mais 24 leitos no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD). E ainda, serão disponibilizados 12 leitos de UTI na rede hospitalar, como medida emergencial. Os leitos de UTI e enfermaria nos dois hospitais estão com 100% da capacidade de lotação. Muitos pacientes são atendidos de forma improvisada.

Acom/PMI

Para minimizar a crise provocada pela Covid-19, o Prefeito analisou juntamente com o diretor clínico do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC), Rogério Mansueto e a equipe técnica, as melhores medidas para aumentar o número de leitos tanto de enfermaria, quanto de UTI. “Tomamos a decisão de abrir 28 leitos de enfermaria com respiradores, fazendo uma mudança no sistema hospitalar para aproveitar as mesmas equipes, diminuindo leitos de atendimento de não Covid e aumentando os leitos de atendimento à Covid”, afirmou o prefeito. Com os 38 leitos existentes, a capacidade total será de 66 leitos para atendimento no HMCC.

Para o diretor clínico do hospital, esta medida vai agilizar o atendimento ao paciente diagnosticado com Covid. “A questão do aumento ao número de leitos da enfermaria já ajuda, porque podemos começar o tratamento imediato do paciente. Se você conseguir um tratamento adequado na fase inicial da doença, com isso você consegue diminuir em 20% a necessidade de UTI”, relatou Rogério Mansueto.

No hospital existem dois leitos que poderão ser disponibilizados para atendimento a UTI. Segundo o diretor clínico, o que falta é mão de obra especializada. Essa demanda já está sendo estudada pela prefeitura. “Estrutura física o hospital já tem, a prefeitura vai tomar agora a decisão para solucionar o problema de recursos humanos para colocar mais dois leitos em funcionamento com urgência. O importante é salvar vidas em nossa cidade”, disse Marco Antônio.

No HNSD

No Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) a situação também é crítica. Com ocupação de 100% na enfermaria e nas UIT’s, a estrutura no pronto atendimento teve que ser improvisada para atender pacientes, enquanto aguardam transferência. “A realidade é que estamos com capacidade máxima, no pronto-socorro e no hospital. Nossas equipes não têm medido esforços para poder acompanhar da melhor maneira possível esses pacientes enquanto aguardam serem transferidos”, destacou o diretor executivo do HNSD, Alexandre Coelho.

Para aumentar 24 leitos de enfermaria e mais 10 leitos na UTI no HNSD será necessário a contratação de uma equipe especializada no combate à Covid. De acordo com o prefeito Marco Antônio, esta contratação será intermediada pela Prefeitura de Itabira junto à Vale. “Já temos a sinalização da Vale, que vai contratar e garantir ao Hospital Nossa Senhora das Dores o recurso humano, como equipe de enfermagem, técnicos, toda equipe para atender aos pacientes. Vamos trabalhar para trazer essa equipe de fora para atender a nova estrutura”, garantiu o prefeito.

“Essa participação do prefeito junto à Vale permitirá suprir o que é hoje o maior problema dentro da cidade e da região, que é a falta de mão de obra especializada, para dar vasão no pronto-socorro, assistir aos pacientes e enfrentar a pandemia”, destaca Alexandre Coelho.

Os leitos que irão atender à enfermaria específica para Covid serão remanejados na antiga maternidade, que foi realocada para uma outra área do hospital, uma ala menor, já que a demanda está baixa neste momento.

O prefeito ainda destaca a importância da população continuar fazendo a sua parte neste enfrentamento a pandemia. “Temos que continuar o isolamento e batalhar para que a vacina chegue mais rápido possível, para isso dependemos do governo federal. Contamos com toda a população para que fique em casa, que nos ajude no combate a essa guerra contra a Covid em nossa cidade”, finalizou.

Veja também

Prefeitura vacina coveiros nesta quinta (25)

Agência móvel da Caixa inicia atendimento em Itabira