Twitter

CEO da Usiminas assume Conselho de Administração da ABM

Anúncios

CEO da Usiminas assume a presidência do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Sergio Leite de Andrade assume o comando do colegiado da instituição tendo como vice Marcos Eduardo Faraco Wahraftig , vice-presidente da Gerdau.

Twitter

Sergio Leite de Andrade, CEO da Usiminas, e Marcos Eduardo Faraco Wahraftig, vice-presidente da Gerdau Aços Brasil, Argentina e Uruguai, tomaram posse como presidente e vice-presidente, respectivamente, do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM) na quarta-feira (28/04), durante cerimônia online. Os executivos serão responsáveis por liderar o colegiado no biênio 2021-2023.

Presidente do Conselho no biênio 2019-2021, Jorge Luiz Ribeiro de Oliveira, foi o primeiro a falar na cerimônia. O CEO da ArcelorMittal/Nippon Steel Calvert iniciou agradecendo os membros do colegiado e os colaboradores da ABM pelo profissionalismo e empenho demonstrados ao longo do seu mandato.

Na sequência, o executivo relembrou o compromisso assumido por ele na cerimônia de posse em 2019.

“Há dois anos, a gente propôs na cerimônia de posse o compromisso de colocar a transformação digital na agenda da ABM. Então, a covid veio de forma abrupta para cima de todos nós e isso certamente fez com que uma série de ações nessa direção tivessem que ser aceleradas. E a forma que a Diretoria e o Conselho assumiram esse compromisso foi importante, pois a ABM conseguiu superar as dificuldades impostas por esse ciclo difícil e se reinventou”, disse Jorge

Nesse contexto de transformação digital vivenciado pela Associação, Jorge destacou a atualização do estatuto da Entidade para se adaptar ao novo contexto, a ampliação de oferta de cursos online e a realização de webinars.

Jorge também citou entre as importantes realizações dos últimos dois anos a criação da Casa de Metal, espaço cultural que ocupará parte da sede da ABM em breve, e a consolidação da revista JMRT como a publicação científica de maior Fator de Impacto do Brasil.

No encerramento do seu pronunciamento, agradeceu as empresas mantenedoras da Entidade e os associados pela confiança e desejou sucesso aos novos membros do Conselho

Primeiro pronunciamento

Após a fala de Jorge Luiz, Sergio Leite fez seu primeiro pronunciamento como presidente do Conselho de Administração da ABM. O CEO da Usiminas iniciou falando da sua longa relação com a ABM.

“Falar de ABM é falar de algo que toca o coração de cada um de nós. A ABM está na minha vida muito antes de eu nascer. Meu pai na época que era estudante de engenharia lá em Belo Horizonte fazia parte da ABM. Então, eu já ouvia falar muito de ABM em casa quando era criança. Quando entrei para o terceiro ano de engenharia na Universidade Federal do Rio de Janeiro, imediatamente me tornei um associado da ABM. A minha atuação na Associação, vai além da minha atuação profissional de 44 anos. Sou membro da ABM há 47, o que é um motivo de orgulho para mim”

Leite ainda ressaltou a importância da Associação para a difusão de conhecimento técnico-cientifico nos setores minerometalúrgico e de materiais, falando das importantes contribuições que A ABM tem dado ao país.

“O nosso grande compromisso hoje com os associados da ABM, Diretoria e colaboradores é dar prosseguimento a esse trabalho que tem sido desenvolvido ao longo de 76 anos. Temos que trabalhar cada vez mais para fortalecer esse legado que foi construído por meio do trabalho de gerações”, afirmou

Na parte final do seu discurso, destacou a importância de uma integração cada vez maior entre academia e indústria, elogiou o trabalho de Jorge Luiz à frente do Conselho nos últimos anos e enfatizou a alegria em assumir como presidente do Conselho.

“É um prazer muito grande assumir a presidência do Conselho da ABM, porque é Pra mim é uma honra e um orgulho pra mim fazer parte da galeria de presidentes dessa instituição”.

Perfil do presidente

Sergio Leite de Andrade está à frente da Usiminas desde 2016 e tem mais de 40 anos de carreira na companhia. Ele é graduado em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestre em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), possui especializações como Engenheiro e Auditor da Qualidade pela American Society for Quality (ASQ) e pela Associação Brasileira de Controle da Qualidade (ABCQ). É membro do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil desde 2008, tendo ocupado sucessivamente a vice-presidência do Conselho (2016 a 2018) e a Presidência (2018 a 2020).

Na gestão 2019-2021, foi vice-presidente do Conselho de Administração da ABM, da qual também foi diretor por dois mandatos (1993/1995 e 1998/1999). O engenheiro metalurgista é membro da associação desde a década de 70.

Vice-presidente

Marcos Eduardo Faraco Wahraftig é formado em engenharia mecânica pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA pela Manchester Business School em Manchester (Inglaterra) e especialização em Finanças Empresariais pela ISAE/FGV.

Faraco tem 25 anos de experiência profissional, sendo que 17 anos deles foram dedicados a Gerdau. Nos últimos anos exerceu, as funções de diretor comercial da Gerdau Aços Especiais Brasil (GSB), diretor Comercial Corporativo e diretor Comercial da Gerdau Aços Brasil Atualmente, é vice-presidente das operações do Brasil, Argentina e Uruguai e é Presidente do conselho do Instituto Aço Brasil. O engenheiro também é conselheiro da Fiesp, da Abramat e Fiemg.

Conselho de Administração

Além do presidente e do vice-presidente, o Conselho é composto por mais de 23 membros. São 11 representantes das empresas mantenedoras, 8 representantes dos associados pessoas físicas, atuantes em instituições de ensino, pesquisa e ciência e tecnologia e 4 representantes de associados pessoa física. O colegiado tem entre suas atribuições cumprir e fazer cumprir o estatuto social, analisar e aprovar o relatório financeiro, assim como o orçamento anual, e deliberar sobre a propostas apresentadas por membros ou pela Diretoria Executiva.

Veja abaixo a formação completa do novo Conselho de Administração:

Presidente: Sergio Leite de Andrade

Vice-presidente: Marcos Eduardo Faraco Wahrhaftig

Representantes das Empresas Mantenedoras:

Américo Ferreira Neto – USIMINAS

Augusto Cesar Ferreira Lara – VILLARES METALS

Celso Freitas – RHI MAGNESITA

Erick Torres Bispo dos Santos – ARCELORMITTAL TUBARÃO

Frederico Ayres Lima – APERAM

Lucas Vieira Penna – ARCELORMITTAL SUL FLUMINENSE

Mauricio Metz – GERDAU

Paulo de Tarso Rossi Haddad – CBMM

Paulo Roberto Bandeira – VALE

Rodrigo Alvarenga Vilela – SAMARCO

Titus Friedrich Schaar – TERNIUM

Representantes dos Associados Pessoas Físicas, atuantes em instituições de ensino, pesquisa, ciência e tecnologia:

Antônio Cezar Faria Vilela – UFRGS

Fernando Cosme Rizzo Assunção – PUC-Rio

Fernando José Gomes Landgraf – USP

Ieda Maria Vieira Caminha – INT

José Carlos D’Abreu – PUC-Rio

Mauricio Covcevich Bagatini – UFMG

Paulo Santos Assis – UFOP

Ricardo Henriques Leal – UFF

Representantes de Associados Pessoas Físicas:

Ayrton Filleti

Carlos Sadao Shiratsu

José Herbert Dolabela da Silveira

Vânia Lúcia de Lima Andrade

Sobre a ABM

A ABM – Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração é uma associação civil sem fins lucrativos, cujo objetivo é congregar pessoas físicas e jurídicas visando ações coletivas que promovam o desenvolvimento das pessoas, a evolução técnico-científica e a inovação em processos, produtos e gestão nas suas áreas de atuação.

Desde que foi fundada, em 1944, desenvolve inúmeras ações para assegurar e fortalecer a competitividade das empresas, fomentando a difusão do conhecimento técnico-científico.

Visando, principalmente, a qualificação dos recursos humanos como fator preponderante para que as organizações possam implementar inovações, a ABM disponibiliza um amplo acervo documental e editorial, um calendário anual de eventos (congressos, seminários, simpósios e workshops), premiações e cursos de capacitação.

Essas atividades geram centenas de contribuições técnicas, além de promover o intercâmbio de informações e o inter-relacionamento dos profissionais da indústria, professores, pesquisadores e estudantes.

Seu corpo associativo é composto por empresas, instituições, universidade e pessoas físicas ligadas aos setores de metalurgia, materiais e mineração.