Acom/PMSGRA

São Gonçalo investirá quase R$3 milhões em reformas

Anúncios

São Gonçalo investirá quase R$3 milhões em reformas

Acom/PMSGRA

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo irá licitar a reforma de oito escolas da cidade. Um investimento na ordem de R$2.740.428,21 em melhorias nos prédios e áreas externas das instituições. O Projeto de Lei 018/2021 de autoria do Executivo abre crédito especial foi enviado à Câmara de Vereadores e deve ser lido hoje, 7. As escolas: Integral do Centro e Vargem Alegre, Centro Educacional de São Gonçalo (CESGRA), Pacas, Jurubeba, Escola Infantil do Una, Infantil José de Alencar e Manoel Gonçalves serão as beneficiadas.

A primeira escola que irá receber melhorias é o CESGRA que terá investimentos de mais de R$1 milhão. Entre as reformas previstas está a da piscina que receberá revestimento e novo piso no entorno. A quadra esportiva terá nova pintura e demarcação e uma nova guarita na entrada da escola. O secretário de Obras, Eduardo José Quaresma informou que as escolas de modo geral receberão nova pintura, reforma de piso, troca de revestimento, esquadrias, parte elétrica, hidráulica e telhados.

Para a secretária de Educação, Lucinda Imaculada de Barcelos Santos as obras de reformas nos prédios escolares tem como objetivo oferecer segurança, melhoria, conforto, acolhimento e  espaços bem cuidados para os alunos e profissionais da Secretaria Municipal de Educação. “O espaço motivará e facilitará novas práticas, além de garantir mais qualidade no processo ensino e aprendizagem”, reforçou.

Algumas reformas serão licitadas na modalidade de Tomada de Preços. O custo estimado das obras no CESGRA é de R$ 1.201.476,62; da Escola Manoel Gonçalves Moreira/Escola Infantil José de Alencar e Escola de Tempo Integral Maria de Lourdes de R$ 914.892,00; Escola de Tempo Integral de Vargem Alegre e Jurubeba de R$ 505.887,03. Já às escolas de Una e Pacas, no valor de R$ 118.172,56 terão as empresas selecionadas na modalidade de Carta Convite.

Veja também

São Gonçalo vacina pessoas de 18 a 29 anos com comorbidades