Acom/PMI

Carreta móvel reforça luta contra a covid em Itabira

Anúncios

Carreta do projeto “Saúde Móvel” amplia oferta de exames e reforça luta contra a Covid-19 em Itabira, Equipamento é fruto de uma parceria entre a Prefeitura, Vale, Instituto Albert Einstein e Mercedes-Benz.

Acom/PMI

Com o objetivo de reforçar a rede de saúde municipal, Itabira recebe o projeto “Saúde Móvel” a partir desta semana. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Itabira, Vale, Instituto Albert Einstein e Mercedes-Benz do Brasil. A unidade móvel de saúde chegou na segunda (19) e os atendimentos começarão em breve.

Nesta quinta-feira (22) o prefeito Marco Antônio Lage, acompanhado de secretários municipais, vereadores e do vice-prefeito Marco Antônio Gomes, visitou as instalações da unidade móvel para ver de perto a estrutura moderna, com capacidade para atendimento de pacientes com síndromes respiratórias e outras doenças que necessitam a realização de exames de tomografia. A iniciativa é inédita e Itabira é a primeira cidade no país a receber a carreta-tomógrafo.

A equipe foi recebida pelo médico representante do Hospital Albert Einstein, Dr. Artur Codeço e demais funcionários que ficarão responsáveis pelo atendimento na unidade móvel. Também participou da visita o gerente-executivo da Vale, Daniel Daher.

A carreta tem uma estrutura completa com equipamentos de saúde (tomógrafo de 120 canais e testes para quem possui sintomas da Covid-19 e outras doenças) e funcionará na antiga sede do Corpo de Bombeiros, na região central da cidade. Também haverá atendimento com telemedicina. A princípio, o período de permanência do veículo na cidade será de três meses.

Os atendimentos médicos e de enfermagem na carreta serão direcionados pelas unidades do Programa Saúde da Família (PSF). Inicialmente, o projeto atenderá 30 pacientes por dia, mas o número pode ser ampliado conforme a necessidade.

A chegada da carreta é mais um passo da parceria firmada entre a Prefeitura de Itabira e o Instituto Israelita Albert Einstein, proporcionada pela mineradora Vale. Para o prefeito Marco Antônio, a nova opção de atendimento na área da Saúde reforça o pensamento da atual gestão em buscar práticas inovadoras para os itabiranos.

“Ainda estamos enfrentando uma fase de alerta quanto a Covid-19. Itabira vive um momento muito melhor do que em meses passados, mas não podemos nos dispersar e temos de seguir atentos. A parceria com a Vale e o Hospital Albert Einstein é uma alternativa que encontramos e que já nos gerou muitos aspectos positivos. Agora, a carreta é mais um passo importante, com exames de última geração e atendimento direcionado pelos PSFs. Um reforço para a Saúde dos itabiranos, fruto de medidas assertivas e parcerias sólidas”, comentou o prefeito Marco Antônio Lage.

De acordo com a secretária de Saúde, Luciana Sampaio, o auxílio da carreta vai diminuir a demanda nos PSF’s e até nos hospitais de Itabira. “Estávamos com uma demanda muito grande, pois tínhamos um equipamento no Hospital Nossa Senhora das Dores, inauguramos um outro recentemente no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC), mas mesmo assim haviam muitos pedidos de exames, não só para pacientes com pedido de tomografia de tórax e também de outras necessidades. Toda essa demanda reprimida vai ser aliviada com este equipamento”, explica a secretária.

Saiba mais

As unidades móveis de saúde foram adquiridas com recursos do Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ), que investiu 4,5 milhões de Euros. O projeto foi idealizado e conta com o gerenciamento da Mercedes-Benz do Brasil: a empresa está cedendo caminhões para mobilidade das unidades móveis de saúde, motoristas, combustível, manutenção e seguro dos veículos que pertencem à frota. A Sociedade Beneficente Albert Einstein e a Vale são parceiras da iniciativa.

Oito unidades móveis estão percorrendo o país para realizar consultas médicas e exames de diferentes especialidades (oftalmologia, odontologia e ginecologia, por exemplo). Há algumas que estão promovendo atendimentos relacionados à Covid-19, como treinamentos para as equipes de saúde, vacinação e atendimento aos pacientes identificados com a doença. Algumas das cidades que receberam o projeto foram Betim (MG), Campinas (SP), João Câmara (RN), Santo Antônio (RN) e Rio de Janeiro (RJ).

Sobre os parceiros

Vale

Surgiu em junho de 1942, em Itabira, como a estatal Companhia Vale do Rio Doce. Atualmente, a empresa privada está presente em cerca de 30 países e atua nos setores da mineração, logística (ferrovias, portos e terminais), energia e siderurgia. Destaca-se na produção de minério de ferro, pelotas e níquel.

Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein

Fundada em 1955, atua na saúde (privada e pública), ensino, consultoria, responsabilidade social, pesquisa e inovação. Desenvolve atividades em São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Pará e Pernambuco e Distrito Federal. No ano passado, foi avaliado como o 38º melhor hospital do mundo e o primeiro da América Latina no ranking da revista Newsweek.

Mercedes-Benz do Brasil

A primeira fábrica foi inaugurada no país em setembro de 1956, em São Bernardo do Campo (SP). No local, são produzidos caminhões, chassis de ônibus e agregados. Também possui fábrica de cabina de caminhões em Juiz de Fora (MG) e unidade de Peças e Serviços ao Cliente, Logística de Peças e Global Training em Campinas (SP). Destaca-se na produção e exportação de ônibus e caminhões na América Latina.

Matéria relacionada

Vale, Einstein e Mercedez instalam carreta para atender casos suspeitos de covid

Veja também

Praças e jardins serão revitalizados em Itabira